Seja bem-vindo ao site dos Amigos da Marinha (Página não oficial)
Home Marinha sedia 49º Campeonato Mundial de Pentatlo Naval
Marinha sedia 49º Campeonato Mundial de Pentatlo Naval

No ano em que o Pentatlo Naval completa 50 anos no Brasil, o Centro de Educação Física Adalberto Nunes (CEFAN) sedia do 49º Campeonato Mundial da modalidade. O evento, que acontece de 10 a 15 de julho, é uma realização do Comitê Internacional de Esportes Militares (CISM). A abertura do evento aconteceu ontem a tarde, no CEFAN, com a apresentação das delegações dos países participantes. Integram a competição, atletas militares das Marinhas da África do Sul, Alemanha, Brasil, Coréia do Sul, Dinamarca, Equador, Finlândia, Irã, Polônia, Rússia, Suécia e Turquia.

O projeto é uma parceria entre os ministérios da Defesa e do Esporte para promover a inclusão social por meio da prática de esportes. Durante a abertura, o chefe da delegação militar do Brasil, General-de-Divisão Fernando Azevedo e Silva deu boas-vindas aos atletas. “O país vive o momento do esporte, com a realização de grandes eventos aqui no Brasil. Os 5º jogos Mundiais Militares foi um orgulho para nós sediarmos, devido à dedicação e bons resultados dos atletas. Para nós também é um orgulho sediar esse campeonato”, expôs o General.

O esporte exige muito esforço, resistência, bom condicionamento físico e agilidade dos atletas. O Brasil participa com 9 atletas, sendo a Marinheira Simone Lima a promessa de medalha. Ex-nadadora do Fluminense, ela entrou para a Marinha buscando uma vaga na equipe de natação para os Jogos Mundiais Militares de 2011. “Fui convidada para integrar o time de Pentatlo Naval e aceitei o desafio. Me identifiquei muito com o esporte”, contou a atleta, que completou que ter participado dos 5º Jogos Mundiais Militares foi o momento mais marcante de sua carreira. Em 2010, Simone ficou no segundo lugar geral do torneio nórdico da Alemanha. Em fevereiro de 2011, conquistou o terceiro lugar no 1º Torneio Internacional do Brasil de Pentatlo, realizado no CEFAN, com a participação de atletas de ponta da modalidade. “Agora estou enfrentando um novo desafio com o Pentatlo Moderno”, revela.

O Capitão-de-Mar-e-Guerra (RM1) Ciro Coelho, coordenador da equipe brasileira, explicou sobre os treinamentos. “Começamos a preparação em janeiro, pois as provas exigem várias valências físicas. A fase inicial foi só preparação física até meados de março e uma mais específica até maio. Depois competimos, com bons resultados na Alemanha”, explicou.

Entenda a modalidade
O Pentatlo Naval é um esporte tipicamente militar, sendo mais especificamente uma atividade das Forças Navais. Ele é composto das provas de Pista de Obstáculos, Natação de Salvamento, Natação Utilitária, Habilidade Naval e Cross-Country Anfíbio. Abaixo segue uma explicação sobre cada uma delas:

Pista de Obstáculos: É um emocionante circuito realizado em uma pista especificamente construída para a atividade, onde os atletas realizam tarefas tipicamente marinheiras, ligadas ao seu dia-a-dia nas organizações militares.

Natação de Salvamento: O atleta nada 50 metros e realiza um resgate a uma profundidade superior ou igual a 3 metros. Após o resgate ele ainda terá que completar um percurso de 75 metros.

Natação Utilitária: Os atletas precisam demonstrar toda sua resistência, nadando e encarando desafios como transportar uma réplica de um fuzil e nadar ultrapassando obstáculos na piscina;

Habilidade Naval: Esta prova é realizada no mar. Os atletas remam e fazem lançamento de retinida, entre outras tarefas marinheiras.

Cross-country Anfíbio: Corrida de 2500 metros onde os atletas a intercalam com outras atividades, como tiro de fuzil, remo em bote e carregar consigo, ao mesmo tempo, uma replica do armamento.

O Brasil no Pentatlo Naval – Histórico
A primeira competição de Pentatlo Naval foi realizada em 1958, em Atenas. Mas o Brasil iniciou-se na modalidade esportiva somente em 1963. A partir de 1965, deu-se sua estréia em competições, que acontecem anualmente. Desde então, participa de quase todas as edições. O Brasil é tricampeão Mundial de Pentatlo Naval, em 1967, 1972 e 1986.

Fonte da Noticia: Nomar Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *