Seja bem-vindo ao site dos Amigos da Marinha (Página não oficial)
Home MILITAR DO EXÉRCITO É OURO NO KARATÊ EM EVENTO INTERNACIONAL
MILITAR DO EXÉRCITO É OURO NO KARATÊ EM EVENTO INTERNACIONAL

O “World Games” é uma competição que reúne atletas de mais de 30 modalidades desportivas. Ocorre de 4 em 4 anos e é um evento conhecido como “Jogos Olímpicos dos Esportes de Combate”, por incluir, também, modalidades de lutas que não integram o programa olímpico, mas que são reconhecidas pelo COI, como o Sumô e o Jiu Jitsu.

A edição de 2017 está ocorrendo na cidade Wroclaw, Polônia. A seleção brasileira de Karate, comandada pelo técnico Diego Spigolon, possui dois integrantes do EXÉRCITO BRASILEIRO na equipe, o 3º Sgt Douglas Brose e a 3º Sgt Valeria Kumizaki E logo no primeiro dia de competição, uma grande conquista para o desporto nacional, com a medalha de ouro da 3º Sgt Valéria KUMIZAKI!

O primeiro a lutar foi o Sgt Douglas Brose, que já foi medalha de ouro em 2009, no “World Games” na cidade de Kaohsiung, em Taiwan, e medalha de prata em 2013, na cidade de Cali, na Colômbia. Infelizmente, Douglas não conseguiu repetir o excelente desempenho das últimas edições. Na disputa da medalha de bronze, o militar empatou com o espanhol Matias Gomes Garcia em 1 x 1, mas perdeu na disputa por “Hantei” (decisão dos árbitros). Douglas chegou a desferir um chute circular (Mawashi geri) na altura do rosto do adversário com 1 min 30s de combate, mas os árbitros não consideraram ponto válido. No hantei, o árbitro principal, o francês Herve Puveland, chegou a sinalizar vitória para o brasileiro, mas não foi acompanhado pela maioria dos árbitros auxiliares. O 3º Sgt Douglas Brose, apesar de não ter conseguido pódio desta vez, fez excelentes combates e conseguiu ficar em 4º lugar entre os 8 melhores karatecas do mundo, mostrando que está no caminho certo na preparação para os Jogos Olímpicos de 2020.

E uma grande alegria estava reservada para o Brasil naquele dia. A 3º Sgt Valéria Kumizaki, que conquistou a vaga para o evento com o Vice-campeonato Mundial no ano passado, na cidade de Linz, na Áustria, entrou no koto às 11:40h para encarar a argentina Giuliana Novak, campeã pan-americana de 2016. Vitória apertada da brasileira por 1 x 0. E no karate não tem moleza; logo após, às 11:50h, Valéria já retornou ao tatame para encarar a italiana Sara Cardin, que venceu o combate por 3 x 1. Mas a derrota não desanimou a militar do Exército Brasileiro, que partiu pra cima da próxima adversária, a francesa Emilie Thouy, Bicampeã Mundial. Luta muito difícil, revanche da final do mundial de 2016, mas, desta vez, vitória da brasileira. Empate no tempo normal, Valéria venceu por ter marcado o primeiro ponto. Na grande final, a Sgt Kumizaki enfrentou a atual campeã asiática Tzu-Yun Wen, de Taipei. Luta complicada, com ambas as atletas se estudando muito. A atleta asiática tentou acertar chutes na altura da cabeça da brasileira, que soube se defender e se esquivar dos golpes. E foi durante uma sequência de chutes que a militar do Exército aproveitou e se antecipou, conseguindo acertar um soco na barriga da adversária (gyaku zuki chudan), marcando 1 a 0, placar que se manteve até o fim do combate. Medalha de ouro para a Sgt Kumizaki, que mostrou a força da militar do Exército Brasileiro. “Você tem que querer, querer muito! Acreditar do fundo da sua alma e ter fé, muita fé. Sim! Você pode ser e chegar aonde você quiser”, declarou a campeã.

Ambos conquistaram importantes pontos no ranking da World Karate Federation (WKF) e toda equipe se mantém focada para o grande objetivo do Karate do Brasil, os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020.

A COMISSÃO DE DESPORTOS DO EXÉRCITO parabeniza os militares pelo excelente resultado e deseja-lhes sucesso nos próximos combates.

KARATE EB! BRASIL!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *